Gichin Funakoshi

"

O fim último do Karate não consiste na vitória ou na derrota mas no aperfeiçoamento do carácter dos seus praticantes.

– Gichin Funakoshi

“Mestre Gichin Funakoshi nasceu em 1868, em Shuri, e cedo se dedicou ao estudo e prática do Karate, do qual se tornaria, posteriormente, seu representante máximo.

Na sua época, a prática da artes marciais não era permitida no Japão. Gichin Funakoshi treinava em segredo, durante horas intermináveis, a fim de atingir a harmonia e a precisão.

Em 1922, foi chamado a Tóquio pelo Ministro da Educação do Japão com o objectivo de demonstrar esta arte marcial de Okinawa, demonstração essa que foi muito bem sucedida. Gichin Funakoshi deixou muitos pensamentos que espelham não só a filosofia do Karate e suas variadas técnicas, como também, toda a sabedoria oriental que esta arte marcial propriocionava aos seus praticantes.

Além disso, o mestre Gichin Funakoshi ensinou aos seus alunos dois importantes caminhos de modo a alcançar uma vida harmoniosa: O Dojokun e o Nijukun, ou seja, os lemas do Karate, que devem ser seguidos por todos os praticantes, no seu dia-a-dia.

HISTÓRIA

“Em meados da década de 50 radica-se na cidade do Porto um professor de Judo, M. Jackie Hugnet, 2º Dan, começando a ministrar o ensino dessa disciplina, na altura ainda considerada Arte Marcial.

Soke Kanazawa

“Mestre Hirokazu Kanazawa nasceu na província japonesa de Iwate em 1931.

Em 1956 terminou o curso da Universidade de Takushoku e ingressou na JKA, onde foi aluno de mestre Funakoshi.

Shihan Mário Águas

“Shihan Mário Águas iniciou-se como praticante de Judo em 1958 e, em 1966, torna-se um dos fundadores da Academia Soshinkai em Portugal. Foi desde sempre director técnico da Soshinkai em Portugal, tendo desempenhado igualmente o cargo de presidente da FPKS.